sábado, 29 de janeiro de 2011

COSTUMES NO ORIENTE MEDIO

COSTUMES NO ORIETE MEDIO
(Do livro “Egito – uma viagem ao berço de nossa civilização”)

Alguns costumes egípcios, bastante estranhos sob o ponto de vista ocidental:
No Egito, para o muçulmano, a mão direita é usada para fins nobres, ao passo que a mão esquerda é considerada "suja", por ser utilizada para fins negativos e menos nobres, como lavar o ânus. A seguir são descritos alguns costumes egípcios:

O beijo: Em público, os beijos entre casais são proibidos. A desobediência a essa lei pode levar o indivíduo à delegacia de polícia. Ou à casa do pai da moça, para explicações, se ela não for casada. O beijo entre casais é proibido em publico, para não despertar "imaginações impuras", mas é comum o beijo entre os homens.

Homens andam de mãos e braços dados. Às vezes, só com o dedo "mindinho".



As moças egípcias, em princípio, casam virgens. Não é permitido à moça solteira manter conversa com homens.

Nas escolas, os meninos sentam em bancos separados das meninas.

Segundo os árabes, "a mulher é uma flor tenra que precisa ser preservada". Por isso o uso do purdah (véu), que esconde os cabelos das mulheres.

A mulher muçulmana casada, no Egito, não mostra seus cabelos a não ser para o marido e pessoas da família.

É grande o número de egípcios, de ambos os sexos, que vestem as longas túnicas, as galabeyias.

Há mulheres que vestem galabeyias pretas, que é uma demonstração de fidelidade ao marido.

Antigamente, uma punição exemplar para os egípcios era cortar seu bigode à força, o que causava uma vergonha enorme.


É comum mulheres, as mais ricas, usarem uma penca de pulseiras de ouro em cada braço.

O uso ostensivo de jóias no Egito é possível pela inexistência de assaltantes. A lei é rigorosa, existe a pena de morte e não há essa demagogia, como no Brasil, em que grupos de defesa dos direitos humanos


Com 30 dias de duração, o nono mês do calendário árabe, o ramadã, é o mês das preces e do jejum. O fiel muçulmano, durante o dia, fica proibido de comer ou ingerir qualquer tipo de líquido, a não ser por ordem médica. A relação sexual também é proibida durante o dia.

Os homens também usam camisas e blusas enfeitadas, sapatos floridos, às vezes na cor vermelha berrante ou, até, rosa.

Os táxis andam enfeitados, muitos parecendo uma árvore de Natal ambulante

A pechincha, no Egito, é fundamental. Sabendo que você é estrangeiro, eles sempre jogam os preços nas nuvens.

A circuncisão é praticada entre os árabes e judeus. Aquele cortezinho no "peru" do menino,com finalidade de tornar mais higiênico esse importante apêndice masculino, fazendo com que o prepúcio se "descasque" com mais facilidade. Para a limpeza e para o ato sexual.

Circuncisão aplicada às meninas no interior do Egito ainda é muito comum. Consiste em se cortar um pedaço do clitóris da menina, para ela não sentir prazer sexual quando crescer.

Os árabes não comem carne de porco (Dizem que é impura), animal que tenha morrido de morte natural, ou alimento feito com sangue.

No Egito existe a pena de morte, feita por enforcamento.

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Obrigada pela participação, assim que possível darei retorno.